Logo Dulcerrado
Logo Dulcerrado

BLOG

Programação diversificada movimentou estande da Expocaccer no primeiro dia do Seminário do Café

15/10/2018

Além das negociações, o evento proporcionou um ambiente de interação e troca de conhecimento entre os presentes

 

Comunicação Expocaccer

 

Ontem (02) começou a 26ª edição do Seminário do Café, na Arena Cerrado, onde diversas empresas voltadas ao agronegócio se reuniram para oferecer condições especiais de comercialização de produtos e serviços para produtores da região.

 

Além das negociações, o evento proporcionou um ambiente de interação e troca de conhecimento entre os presentes. Exemplo disso foi a programação realizada no estande da Expocaccer. No começo da tarde, a trader Sandra Moraes promoveu as experiências olfativa e sensorial com a degustação de cafés especiais no workshop “Cup to Cup Experience”. Já no fim da tarde, a gestora da Cafeteria Dulcerrado, Poliana Gonçalves, e o agrônomo Flávio Bambini ministraram o workshop “Coffee & Wine Dulcerrado”, levando aos participantes experiências de degustação e harmonização de vinhos e cafés especiais da Região do Cerrado Mineiro.

 

Mulheres inspiradoras

 

Para fechar o primeiro dia do Seminário do Café com chave de ouro, a Acarpa realizou o 1º Encontro de Mulheres que Inspiram o Cerrado Mineiro. Paula Varejão, jornalista e apresentadora do programa “Tá Na Hora do Café”, intermediou a troca de experiências entre mulheres que movem e inspiram o agronegócio na Região do Cerrado Mineiro.

 

Entre as homenageadas, estava a produtora de café e cooperada da Expocaccer, Mariana Velloso Heitor Portugal, que compartilhou com as demais mulheres homenageadas e convidadas sua trajetória na cafeicultura. “A gente sabe que as mulheres têm trabalhado no campo desde sempre e não têm tido valorização, e nos últimos anos, eventos como esse vêm justamente para valorizar e divulgar o trabalho que essas mulheres sempre fizeram e vêm fazendo no agronegócio.” conta Mariana.

 

Paula Varejão destacou o tema escolhido esse ano pela Organização Internacional do Café para celebrar o Dia Internacional do Café, “Café e Mulheres”, e falou sobre a importância da mulher na cafeicultura. “As mulheres sempre foram muito importantes na cafeicultura, sempre participaram ativamente na lavoura e em todas as etapas, principalmente da porteira pra dentro. Elas sempre participaram, mas nunca aparecerem, e agora, finalmente, as mulheres estão se emancipando e ganhando força. Acho que esse cooperativismo e encontros como esse são muito importantes para que elas criem mais confiança, para que elas saibam que elas merecem ser valorizadas, porque elas fazem um trabalho muito importante na fazenda ao lado de seus maridos, e não atrás de seus maridos.” finaliza Paula.

Escrito por: Poliana Gonçalves

Programação diversificada movimentou estande da Expocaccer no primeiro dia do Seminário do Café

15/10/2018

Além das negociações, o evento proporcionou um ambiente de interação e troca de conhecimento entre os presentes

 

Comunicação Expocaccer

 

Ontem (02) começou a 26ª edição do Seminário do Café, na Arena Cerrado, onde diversas empresas voltadas ao agronegócio se reuniram para oferecer condições especiais de comercialização de produtos e serviços para produtores da região.

 

Além das negociações, o evento proporcionou um ambiente de interação e troca de conhecimento entre os presentes. Exemplo disso foi a programação realizada no estande da Expocaccer. No começo da tarde, a trader Sandra Moraes promoveu as experiências olfativa e sensorial com a degustação de cafés especiais no workshop “Cup to Cup Experience”. Já no fim da tarde, a gestora da Cafeteria Dulcerrado, Poliana Gonçalves, e o agrônomo Flávio Bambini ministraram o workshop “Coffee & Wine Dulcerrado”, levando aos participantes experiências de degustação e harmonização de vinhos e cafés especiais da Região do Cerrado Mineiro.

 

Mulheres inspiradoras

 

Para fechar o primeiro dia do Seminário do Café com chave de ouro, a Acarpa realizou o 1º Encontro de Mulheres que Inspiram o Cerrado Mineiro. Paula Varejão, jornalista e apresentadora do programa “Tá Na Hora do Café”, intermediou a troca de experiências entre mulheres que movem e inspiram o agronegócio na Região do Cerrado Mineiro.

 

Entre as homenageadas, estava a produtora de café e cooperada da Expocaccer, Mariana Velloso Heitor Portugal, que compartilhou com as demais mulheres homenageadas e convidadas sua trajetória na cafeicultura. “A gente sabe que as mulheres têm trabalhado no campo desde sempre e não têm tido valorização, e nos últimos anos, eventos como esse vêm justamente para valorizar e divulgar o trabalho que essas mulheres sempre fizeram e vêm fazendo no agronegócio.” conta Mariana.

 

Paula Varejão destacou o tema escolhido esse ano pela Organização Internacional do Café para celebrar o Dia Internacional do Café, “Café e Mulheres”, e falou sobre a importância da mulher na cafeicultura. “As mulheres sempre foram muito importantes na cafeicultura, sempre participaram ativamente na lavoura e em todas as etapas, principalmente da porteira pra dentro. Elas sempre participaram, mas nunca aparecerem, e agora, finalmente, as mulheres estão se emancipando e ganhando força. Acho que esse cooperativismo e encontros como esse são muito importantes para que elas criem mais confiança, para que elas saibam que elas merecem ser valorizadas, porque elas fazem um trabalho muito importante na fazenda ao lado de seus maridos, e não atrás de seus maridos.” finaliza Paula.

Escrito por: Poliana Gonçalves